Nossa Missão é levar Deus através da música e levar as pessoas a um encontro com Deus através da música sendo num louvor, perdão, meditação e orações de súplicas (pedidos). Pois a Música também é uma forma de orar.Nossa visão é rezar, adorar, louvar e servir a Deus e a Igreja através da música.

Nossos objetivos:

1. Ter conhecimento de liturgia, ou seja, conhecer parte por parte o sacrifício da santa Missa e os seus significados.
2. Saber as leituras do dia para escolher as músicas que estejam de acordo com o andamento da Missa.
3. Estar atento ao tempo litúrgico que a Igreja está vivendo. O Advento, Tempo Pascal, Natal,… Na Quaresma, por exemplo, não se canta o Glória, nem se canta Aleluia…
4. Ter discernimento quanto ao som e a acústica do local. Respeitando o público, o som deve estar na altura certa e em comunhão com a quantidade de pessoas dentro da Igreja. 
5. Obedecer e dialogar com nosso superior (pároco), principalmente nas horas em que discordamos. Pois, é o melhor para o povo que participará da missa, bem como para o ministério e para nós enquanto ministros de música. 
6. Afinar os instrumentos e passar o som com antecedência. Pois, é muito chato chegar a paróquias em que o ministério de música afina violão, bateria, tudo na hora em que o povo está chegando. As pessoas que chegarem à Igreja precisam desde o início perceber a Graça de Deus e ir se preparando para toda a missa. 
7. Prezar pela atenção e silêncio. Ou seja, evitar andar durante a missa nem ficar falando sobre notas, cifras, mudanças de tonalidades… Tudo isso deve ser combinado antes da missa. Como também, combinar alguns sinais entre os músicos para que fique mais fácil uma rápida comunicação.
8. Ensaiar, ensaiar, ensaiar e nunca improvisar. 
9. Selecionar bem as músicas, procurando tocar somente canções feitas para a missa. Evitando músicas folclóricas ou de músicos populares. Pois, os domínios populares muitas vezes são bem hereges e de cunho pagão. 
10. Tocar num tom certo para que todos consigam cantar. Por que é o povo que deve cantar e participar mais.
11. Ensinar canções novas ao povo e cativa-lo. O povo precisa perceber a presença de Deus também no ministério de música. Ou seja, a assembleia precisa perceber que o ministério não é fechado em sim mesmo, mas está a serviço de Deus, da Igreja e também, a serviço da própria assembleia.
12. Rezar antes e após de tocar, para estarmos sempre mais próximos de Deus.
13. E finalmente: Que a música ministrada pelo Ministério seja VIDA E TESTEMUNHO!

Um pouco da nossa história

O ministério foi fundado em 15 de setembro de 2012 por Jefferson Pamplona e Joanderson Albuquerque, tendo por co-fundadores: Dynnah Hanna, Geyzi Souza, Josemo Junior, Willian Abdon, Paulo Henrique, Neusiana Fernandes, Jéssyka Emília, Larissa Maria, Ramon Lima, Gracy Medeiros, Raphael Medeiros, Nathalia Almeida, Rayanne Araújo, e Élyda Cristina.

O que fazemos?

O Ministério atua em Encontros, Missas, Batizados, Retiros, Pregações, auxilia as Adorações e vai aonde ele é chamado e convidado. Porém, nossa PRIMEIRA MISSÃO É CANTAR A MISSA.

Quem pode participar?

Jovens que se identificam com nossa inspiração, visão, missão e objetivos. E que tenham disponibilidade para participar das reuniões e missões (serviços). Observação: De preferência que já tenha feito o Encontro de Jovens com Cristo- EJC.

Contato:
998760-6365
Instagram @ministeriopoverello
E-mail: ministeriopoverello@gmail.com

Nossa Inspiração:

Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Onde houver dúvida, que eu leve a fé;
Onde houver erro, que eu leve a verdade;
Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Onde houver trevas, que eu leve a luz.

Ó Mestre, Fazei que eu procure mais
Consolar, que ser consolado;
compreender, que ser compreendido;
amar, que ser amado.
Pois é dando que se recebe,
é perdoando que se é perdoado,
e é morrendo que se vive para a vida eterna.

– São Francisco de Assis é chamado de “O Poverello de Assis” por seu despojamento total dos bens e recursos materiais, apesar de sua origem nobre. Poverello significa pobrezinho, algo como servir à Deus sem se importar com nada mais do que o serviço.

Top